Sabe quando você já está cansado da rotina e do trabalho e tudo o que você precisa é viajar e esquecer todos as suas responsabilidades?

Se você respondeu que sim, é melhor repensar um pouquinho sua resposta. Não por querer dar uma fugidinha da rotina e viajar, muito pelo contrário — mas, sim pela parte de “esquecer as responsabilidades”, afinal viajar também exige responsabilidade da nossa parte. Desde a escolha do destino, o hotel e até como agiremos no local.

Sendo assim, conheça agora o conceito de turismo responsável e algumas de suas práticas!

Saiba que é o turismo responsável

O turismo responsável nada mais é do que a prática do turismo de acordo com os princípios da justiça social, respeito ao meio ambiente e as culturais locais. Ou seja, é praticar o turismo como conhecemos, só que estando atento aos danos que isso pode causar à natureza e a população local, principalmente, e buscar minimizar isso ao máximo.

Entenda a história por trás desse conceito

Essa ideia começou a ser cunhada na década de 70, quando se percebeu os primeiros efeitos do boom turístico iniciado na década de 50. Logo depois da Segunda Guerra, o mundo globalizado viveu um longo período sem conflitos. Juntando isso ao desenvolvimento dos meios de transporte e a crescente renda da população, as pessoas passaram a viajar.

Com o aumento exponencial da demanda para os principais destinos turísticos, começou a se perceber um mal-estar gerado pelo crescimento turístico. A degradação do meio ambiente, o desrespeito às culturas locais e um certo desequilíbrio na economia regional são alguns exemplos.

Com isso, os órgãos internacionais reguladores do turismo começaram a se perguntar se haveria uma melhor forma de praticar o turismo, minimizando as perdas e gerando desenvolvimento. Assim, surgiu a ideia de turismo responsável, que vem sendo amplamente difundida desde a virada do século.

Conheça algumas boas práticas

Agora que você já sabe um pouco da história, conheça algumas ações do turismo responsável, para você também ficar atento e colocar em prática em suas viagens.

Dê preferência aos produtos da economia local

Se quiser ir a um restaurante ou comprar uma lembrança da viagem, por exemplo, dê preferência aos produtores locais. Essas atividades realizadas por eles são, muitas vezes, sua única forma de sustento.

Além disso, a experiência de realmente provar o sabor da culinária regional ou ter uma lembrança artesanal genuína daquela cultura, você só vai conseguir se, de fato, for direto aos especialistas, que são a população local.

Contrate guias locais especializados

Não caia no erro de querer sempre explorar tudo sozinho. Existem lugares e rotas de trekking, por exemplo, que podem ser perigosos e você nem sabe. Ser guiado por alguém que conhece verdadeiramente o lugar vale a pena, por garantir a segurança da viagem.

Isso pode fazer o teu passeio render muito mais, já que previne você de cair em ciladas, que te farão perder tempo, como se perder em uma trilha, entrar em algum lugar proibido, ou até desrespeitar alguma lei local.

Recolha sempre o seu lixo

Essa dica não precisava nem ser citada, mas é sempre importante lembrar. Em ambientes naturais, o seu lixo pode contribuir para a degradação da flora e da fauna. Os objetos plásticos deixados na praia podem sufocar os peixes, por exemplo.

Como você pode perceber, o turismo responsável é muito importante, não só para preservar os recursos e belezas naturais que temos hoje, mas também para minimizar o impacto social nas comunidades, inclusive gerando desenvolvimento econômico. Sendo assim, faça sua parte: seja você também um turista responsável.

Agora que você já sabe o que significa turismo responsável, que tal colocar em prática? Conheça 8 destinos de ecoturismo para visitar no Brasil e escolha a sua próxima viagem!


Comente no Facebook!

comentários