Quem deseja ajudar o outro, seja nas férias ou durante um ano sabático, encontra no trabalho voluntário no exterior a oportunidade para se dedicar a projetos sociais cujo objetivo é melhorar a vida de uma determinada comunidade. Investir o seu tempo em algo que leve um real significado à vida das pessoas é uma experiência única.

Por mais que a sua ajuda seja somente em um pedacinho dele, o que conta é que você fez a sua parte e assim conseguiu tornar a vida de alguém melhor do que era. O turismo de voluntariado é um tipo de experiência de viagem que ganha cada vez mais adeptos.

Veja a partir de agora como fazer voluntariado no exterior.

Considere o voluntariado no exterior como um objetivo de vida

Quando você decide fazer voluntariado no exterior deve organizar seu roteiro com esse foco. Se a sua proposta é ajudar em alguma causa, esteja disposto a abrir mão de uma parte do seu tempo de viagem para assim conseguir colocá-la em prática. O importante é que você consiga ajudar.

Encontre um projeto onde possa compartilhar habilidades

Uma das maneiras de fazer com que seu voluntariado no exterior seja melhor aproveitado, é buscar por projetos onde você possa contribuir de maneira eficaz com aquilo que domina. São muitas as formas de ajudar os demais. Além das crianças, os idosos, os mais carentes e até os animais podem receber a sua ajuda. Procure por ONGs que possuem projetos dentro da sua área de atuação ou relacionados a alguma atividade que você gosta de fazer.

Pesquise sobre a ONG e seus projetos

O interessante é ler sobre a ONG, conversar com quem já fez parte de um projeto e tirar todas as dúvidas com as pessoas responsáveis dentro da organização. Cada informação obtida deve ser pesada e analisada. Algumas organizações falsas atuam na captação de voluntários com o único fim de arrecadar dinheiro. Tome cuidado!

Entre as informações que você deve conferir, está o plano de ação do projeto. Questione como ele vai melhorar a vida das pessoas ou da causa envolvida. Verifique se esse projeto conta com o apoio das pessoas da comunidade, se ele dá emprego a elas, se gera renda ou se depende exclusivamente dos voluntários internacionais para a sua sobrevivência.

Você pode buscar essas informações na internet e, quando tiver interesse, entre em contato e demonstre sua vontade. Por vezes, pode ser necessário fazer uma entrevista para conseguir ser aceito como voluntário. O contato com a organização é a oportunidade perfeita para esclarecer todas as dúvidas.

Verifique se existe afinidade com o país e com o trabalho

O voluntariado no exterior pode sim ser considerado um trabalho, afinal ele exige da pessoa total comprometimento. Lembre-se que você terá que se dedicar verdadeiramente àquela atividade e não aparecer só em alguns horários avulsos achando que já fez mais que o suficiente.

Então, para que exista um real interesse pela atividade, busque por um tipo de voluntariado que seja compatível com a sua expectativa. Procure por uma missão em que você possa de fato agregar valor, reconhecendo assim a importância de prestar o seu apoio e tempo.

Além do mais, certifique-se de que o país escolhido apresenta as características que você considera necessárias para a sua melhor adaptação. Pesquise, por exemplo, sobre o clima, a cultura e outros fatores que podem interferir na sua experiência.

Saiba que será preciso enfrentar diversos desafios

Quem acha que o voluntariado no exterior é um mar de rosas, está equivocado. Com recursos reduzidos, será preciso driblar várias adversidades, colocando à prova a sua real vontade em ajudar as pessoas mais necessitadas.

Não são raros os casos em que o local não tem a mínima infraestrutura, nem mesmo os medicamentos e equipamentos básicos para prestar assistência. Aliás, esse é um cenário relativamente comum em muitos asilos, hospitais, orfanatos e regiões de conflito.

Diante desse quadro, você deve estar preparado para lidar com as diversas situações, tendo em mãos recursos limitados. Assim, além do interesse em auxiliar, é fundamental que o voluntário também possua equilíbrio emocional. Afinal, não é nada fácil se deparar com algumas cenas e ainda ter psicológico para orientar os indivíduos que se encontram naquela situação.

Esqueça os benefícios próprios

Existem pessoas que pensam que o voluntariado é uma maneira de poupar gastos durante a viagem. O motivo é simples. Eles acreditam que instituições parcerias vão disponibilizar refeições e estadias, sendo possível economizar nesses aspectos.

Ainda há aqueles que se inscrevem em projetos acreditando que é uma forma de viajar de graça. Isto é, que ajudarão o mínimo possível e passearão pelo mundo afora por meio dos programas. Tais pensamentos, que demonstram uma atitude egoísta e mesquinha, são errados.

Pense bem: se de fato as instituições tivessem algum tipo de verba extra, você não acha que elas aplicariam para melhorar a vida das pessoas que realmente precisam? Essa é a atitude mais óbvia, concorda? Dessa forma, se em determinados locais essas instituições precisam da ajuda de voluntários para amenizar o caos instalado, é porque elas não têm condições de fazer isso sozinhas.

Neste contexto, é perceptível que aqueles projetos que mais precisam de voluntários provavelmente não terão recursos para auxiliá-los, nem mesmo para a sua permanência no local. E isso não deveria impedir ninguém de prestar a devida assistência, afinal o intuito aqui é ajudar sem esperar absolutamente nada em troca.

Faça pelas pessoas e não por você

O trabalho voluntário no exterior é uma experiência muito rica, tanto pessoal quanto profissionalmente. Caso decida seguir em frente e fazer um trabalho voluntário no exterior, faça pelas pessoas e pelo bem delas. Nunca somente para você se sentir bem.

Fato é que grande parte das pessoas que se dedicam ao menos uma vez a essa atividade encontram um novo significado de amor, coletividade, empatia e, claro, preocupação com o próximo, mudando inclusive sua perspectiva de vida. Por isso, o voluntariado no exterior é algo totalmente recompensador, que marcará para sempre sua vida.

Inspirou-se no conteúdo e quer realmente fazer um trabalho de voluntário em um país estrangeiro? Então conheça agora mesmo uma experiência de Voluntariado no Vietnã.


Comente no Facebook!

comentários