De Larrasoana a Pamplona: 15 Km

Decidimos ter um dia leve para nos recuperar do dia anterior e ter uma tarde inteira livre em Pamplona.

Saímos de Larrasoana às 8:15. Perdemos meia hora; já estávamos caminhando a 15 minutos quando descobrimos que tínhamos esquecido nossos bastões de caminhada no quarto. Sem escolha, comemoramos que notamos logo e voltamos buscar.

A caminhada foi bem tranqüila.

No começo fomos beirando o rio Arga, sob a sombra das árvores. Depois seguimos passando em alguns povoados com várias áreas de sombra também. A passagem por Villava, que precede Pamplona, foi estranha, nos últimos dias não havíamos andado por grandes ruas e caminhado na cidade. Foi uma preparação para entrar em Pamplona, a primeira grande cidade do caminho.

Chegamos em Pamplona às 14:00.

Conseguimos ir aos Correios para despachar algumas coisas nossas até Santiago de Compostela. O procedimento é bem simples, enviamos uma caixa à Central de Correios de Santiago de Compostela com nossos nomes e o aviso que somos peregrinos. Quando chegarmos lá, é só ir retirar pessoalmente. Nós continuamos na luta para deixar a mochila mais leve. A lista “básica” que trouxemos não era tão básica assim e até as havaianas já foram embora. Descobrimos rápido que cada grama faz diferença nas costas.

Depois fomos passear e curtir Pamplona. Pamplona é famosa pela festa de San Fermin, que faz um tributo ao Santo Padroeiro da cidade. Esta é uma festa centenária e a cidade recebe uma multidão de turistas. O tema central é o touro e o ponto alto da festa ocorre de manhã, quando soltam touros nas principais avenidas da cidade e centenas de pessoas correm na frente deles. A festa terminou na última semana, então não chegamos a tempo e vimos apenas o restante dos enfeites pela cidade.

Terminamos o dia com uma cervejinha no Café Iruna, em plena Plaza del Castillo.


Comente no Facebook!

comentários