De Roncesvalles a Larrasoana: 25 Km

Acordamos melhor do que imaginávamos. Ontem, antes de dormir, nosso corpo doía dos pés à cabeça e achamos que não íamos conseguir sair da cama na manhã seguinte.

Ficamos em uma pousada e tivemos um imprevisto pela manhã. Acordamos bem cedo mas não conseguimos ir embora, pois a pousada só abria às 8:30 da manhã. Não dava nem para deixar a chave e o dinheiro na recepção, pois eles estavam com nossos passaportes. Resumo: nossa caminhada começou super tarde, às 8:45.

A paisagem e a dinâmica do dia foram completamente diferentes do trecho anterior. Não tivemos que levar comida pois a cada 4 ou 5 km tem uma cidadezinha com bar ou restaurante. Passamos por trilhas e estradas, trechos de sombra e áreas abertas.

Os primeiros 8 Km foram super tranquilos, sem grande desnível, andando sob a sombra das árvores, um passeio. Depois entramos na área aberta e o céu estava claro e sem nenhuma nuvem para nos proteger do sol escaldante. Como saímos tarde, pegamos muitas horas de sol forte. Chegamos em Zubiri bem cansados, paramos para comer uns bocadillos e descansar por uma hora e meia. Esta é uma das opcões de cidade com albergue para terminar o segundo dia. Resolvemos dar mais uma puxada e andamos os 5 Km finais até Larrasoana, chegando às 18:30.

Dormimos na Casa Sangalo, de um senhor muito bacana que se diz “tio de terceiro grau” da Ivete Sangalo. Destaque para o jantar com os pimientos e, para encerrar, um chupito (dose) de pacharán, um drink caseiro feito com anis e endrinas (fruto local).


Comente no Facebook!

comentários