De Terradillos de los Templarios a León: 67 Km (dividimos em duas etapas: Terradillos de los Templarios a El Burgo Ranero 30 Km e El Burgo Ranero a León 37 Km)

Sabíamos que esses dois dias seriam bem puxados. Por sorte, tivemos uma excelente noite de sono no Albergue Los Templarios e conseguimos sair às 4:55h no primeiro dia, que prometia ser quente.

Antes da 7h da manhã já havíamos andado mais de 7 Km e cruzávamos a fronteira entre as Províncias de Palencia e León (ambas na Comunidade Autônoma de Castilla y León, que possui 2,5 milhões de habitantes dos 47,2 milhões da Espanha).

Entrávamos agora na última Província dessa Comunidade. Quem quiser saber mais sobre León, basta acessar o link Diputación de León.

Em Sahagun tomamos nosso segundo café da manhã, tínhamos completado nossa caminhada matinal de 3 horas. Logo após sair da cidade nos deparamos com uma bifurcação, muito mal sinalizada, do Caminho de Santiago. Existe uma “briga” para atrair mais peregrinos entre os pueblos de Bercianos del Real Camino, do Real Caminho Francês, e Calzadilla de los Hermanilos, da Via Trajana. Moradores dos pueblos ficam riscando as setas e placas que indicam para onde ir. Para os peregrinos acaba sendo difícil entender as opções, para que possam tomar suas decisões. Nós estamos usando um aplicativo muito bom para Iphone (Camino – Eroski) e, pela descrição dele, conseguimos identificar o caminho original. Em Bercianos paramos para mais um bocadillo e uma cervejinha, antes de seguir para o destino final. Acredito que os demais peregrinos estejam usando outro guia, estávamos praticamente sozinhos nesse trecho.

Até El Burgo Ranero foi uma reta só, com árvores para nos proteger do sol. Chegamos logo após às 14h. A noite foi bem agitada, havia um evento a menos de 100m da pousada. Às 5h da manhã, quando saímos, estava tocando Macarena e Kuduro. Só não demos uma passada pois o dia seria longo e as mochilas eram muito pesadas para dançarmos Tacatá, a dança do verão por aqui!

O caminho para a cidade de León continuou plano e vazio. Até Mansilla de las Mulas a fileira de árvores plantadas continuava nos protegendo do sol. Não havia quase nada aberto, seguimos beirando a estrada por vários quilômetros sem ver quase nenhum peregrino. Apenas de vez em quando éramos ultrapassados por um batalhão de bicigrinos.

Depois de 8 horas de caminhada chegamos a Arcahueja quebrados. O sol estava tostando e ainda faltavam 7 Km para o destino final: León. O jeito foi parar no primeiro (e único) bar da cidade para nos alimentar com a dupla bocadillo/cerveja, descansar um pouco, passar mais vaselina nos pés e enfrentar a reta final.

A “reta” final ainda teve subidas e descidas cruéis, mas chegamos em León vivos! E desta vez escolhemos um bom hotel no centro da cidade, merecíamos dormir bem. Também queríamos ter acesso a wifi para poder ligar para nossos pais e desejar um Feliz Dia dos Pais.

Curiosidades:

El Burgo Ranero significa Vila dos Sapos e tem 253 habitantes (os sapos não contam).

León é a quarta maior cidade do Caminho de Santiago com 128.491 habitantes.


Comente no Facebook!

comentários