De Frómista a Terradillos de los Templarios: 45 Km (dividimos em duas etapas: Frómista a Carrión de los Condes 19 Km e Carrión de los Condes a Terradillos de los Templarios 26 Km)

O 15° dia seria curto devido aos 34 Km do dia anterior. Saímos mais tarde, 6:20, para uma caminhada leve de 19 Km em terreno plano. Achamos que seria uma tranquilidade mas, logo ao amanhecer, fomos atacados e perseguidos por uma nuvem de pernilongos sanguinários. Depois que nos livramos deles curtimos um pouco, até a chegada de uma população de mosquitinhos que resolveu sobrevoar nossos rostos. Não foi uma caminhada muito agradável.

A parte boa é que às 11h da manhã já estávamos em Carrión de Los Condes (2.312 hab) para, após a lavagem diária de roupas, relaxar pelo resto do dia. Nunca havíamos terminado uma etapa tão cedo.

Ultimamente temos madrugado pois o calor está infernal. Vimos na TV que a onda de calor que veio da África, e subiu as temperaturas para até 42 graus, ainda vai ficar mais uns dois dias. Decidimos que vamos iniciar o dia ainda mais cedo.

No dia seguinte, às 5 da manhã já estávamos caminhando. Levamos bastante água e comida, atravessaríamos 17 Km sem pueblo algum para nos reabastecer. Depois de caminhar 10 Km tivemos a surpresa de encontrar um casal, e seu simpático cão boxer, com um trailler montado vendendo comida. Tínhamos lido que na alta temporada eles costumam ficar por lá, mas não é garantido. Pude tomar meu café com leite quentinho antes de prosseguir.

Nosso segundo lanche foi em Calzadilla de la Cueza e depois seguimos direto até Terradilos de Los Templarios (79 hab), onde ficamos em um albergue de que gostamos muito: Albergue Los Templarios.

Terradilos de Los Templarios foi território da Ordem dos Templários.

Lembrando um pouco da história: a Ordem dos Cavaleiros Templários foi uma ordem militar criada em 1118 com o objetivo de participar nos combates das Cruzadas. A ordem foi aprovada pela Igreja Católica em 1129. A principal função dos templários era proteger os peregrinos que se dirigiam a Jerusalém e, já na Terra Santa, dos ataques que os muçulmanos faziam aos reinos cristãos que tinham sido fundados no Oriente.

A Ordem dos Templários existiu por cerca de dois séculos na Idade Média e se tornou muito rica e poderosa. Seus integrantes usavam uma cruz vermelha nos escudos e no manto branco que vestiam. Os cavaleiros templários faziam votos de pobreza, castidade e obediência e seu símbolo era formado por dois cavaleiros montados em um cavalo.

Os templários se instalaram também no Caminho de Santiago, como seus guardiões, e construíram vários santuários ao longo das principais rotas.

Sob pressão do rei Filipe IV da França, que estava preocupado com o aumento do poder dos templários, o papa Clemente V dissolveu a Ordem em 1312. A destruição da Ordem dos Templários deu ao rei francês não apenas os muitos tesouros da Ordem, mas também a eliminação do exército da Igreja. Nos demais países a riqueza da Ordem ficou com a Igreja Católica.

Ao chegar em Terradilos de Los Templarios passamos da metade do caminho!!! Agora faltam 377,4 Km a Santiago de Compostela.


Comente no Facebook!

comentários