Você já pensou em fazer uma viagem que poderia mudar totalmente a sua maneira de agir e pensar? Já se imaginou conhecendo terras distantes e exóticas, locais históricos e que marcaram a humanidade ou ainda aventuras que podem lhe proporcionar uma visão diferente da vida? Neste post listaremos 5 livros sobre viagens transformadoras que você precisa conhecer já.

Cem Dias entre Céu e Mar — Amyr Klink

Já faz 30 anos que Amyr Klink terminou na Praia da Espera (Bahia), a viagem que fez sozinho e que virou um livro. A obra relata a jornada em um barco de 5,94 metros — que o velejador fez — saindo do porto da Namíbia até o Brasil.

No livro, o autor apresenta os relatos diários que fez a bordo do Paraty — seu barco — e relata que a experiência de escrever foi tão gratificante quanto à própria viagem. Ele descreve minunciosamente a sua preparação, a rotina solitária e os 101 dias que foram essenciais para que, segundo o autor, ele aprendesse a lidar consigo mesmo.

A Ilha — Fernando Moraes

Fernando Moraes, em seu livro A Ilha, relata sua viagem de três meses por Cuba e como foi a sua experiência na época em que o país teve suas relações ainda mais complicadas devido a Guerra Fria entre Estados Unidos e Rússia.

O livro foi lançado em 1976 e já foi reeditado com a inserção de fotos e com as impressões do autor sobre a aventura que já completa quarenta anos. Na época, com o rompimento das relações do Brasil com Cuba, o autor teve que enfrentar acusação de apologia ao regime, que era muito diferente da visão que se tinha aqui no país.

As viagens de Marco Polo — Marco Polo

Marco Polo deixou Veneza em 1925 e só retornou 24 anos depois, mostrando-se muito diferente do que quando partira aos 17 anos de idade. Mas não foram só as modificações físicas que transformaram o viajante, que trouxe em suas vestes riquezas como joias e pedras preciosas e em sua fala um mundo novo, que todos queriam conhecer.

O livro foi considerado um best-seller da época e era facilmente encontrado em todas as grandes bibliotecas, sendo este conhecido como a descrição do mundo, inspirando vários poetas e contistas pela riqueza de detalhes e acontecimentos narrados.

Comer, rezar e amar — Elizabeth Gilbert

Elizabeth Gilbert teve uma crise de meia-idade aos 30 anos e ao enfrentar um divórcio difícil tomou uma decisão que mudaria completamente a sua vida. Pediu demissão, vendeu o que possuía e saiu para viajar pelo mundo sozinha.

Durante a viagem, a autora se dedicou a conhecer a religião e os costumes da Índia, a comida da Itália e a espiritualidade de Bali, na Indonésia, onde encontrou o que seria o seu futuro amor, um brasileiro que também não possuía raízes e que mostrou para a autora que ainda era possível ser muito feliz.

Everest: uma aventura com muitos títulos — Jane Von Sydow

Jane Von Sydow possuía um sonho, que parecia impossível e ele foi realizado quando ela chegou até o campo base do Monte Everest. O livro, além de narrar a vitória da escritora, mostra a capacidade que cada um possui e que precisa ser despertada para que obstáculos possam ser vencidos.

A obra ajuda o leitor em diferentes aspectos que vão desde geografia, passando pela aventura e pelo romance, até auxiliar aqueles que procuram respostas para profundas questões existenciais.

E você, se sentiu inspirado com os relatos apresentados nos livros sobre viagens reveladoras que mostramos aqui? Já pensou em fazer alguma viagem que pudesse lhe mostrar a vida sob um ângulo diferente daquele que você está acostumado? Não se esqueça de compartilhar suas experiências conosco!


Comente no Facebook!

comentários